Shows cancelados por violência na África do Sul - ON STAGE LAB

Área do Aluno

Entre com seu login e senha recebido por email!


Shows cancelados por violência na África do Sul

Tiwa Savage e Burna Boy estão entre as estrelas africanas que cancelaram participações em festivais em protesto por atos xenófobos

 

Vários artistas cancelaram os próximos shows na África do Sul, enquanto os saques e a violência que deixaram cinco estrangeiros mortos continuam.

Os músicos nigerianos Tiwa Savage, Burna Boy e Banky W, assim como o comediante Basketmouth, anunciaram que estão boicotando a África do Sul após uma semana de tumultos que visavam não-sul-africanos , principalmente nigerianos e empresas estrangeiras.

Burna Boy, que está anunciado para o Afropunk Festival, em Joanesburgo, na véspera de ano novo, twittou que "nunca mais voltará à África do Sul" a menos que o governo sul-africano tome medidas contra os manifestantes, enquanto Tiwa Savage, que se apresentaria no Delicious Festival, em 21 de setembro, diz que "não assistirei ao massacre bárbaro do meu povo”.

O governo nigeriano ameaçou ações "definitivas" para proteger seus cidadãos na África do Sul, à medida que as tensões aumentam entre as duas maiores economias da África. "Os contínuos ataques a cidadãos e empresas nigerianos na África do Sul são inaceitáveis", afirmou em comunicado, anunciando que também retirou seu embaixador.

Desde o final do Apartheid, em 1994, a violência xenofóbica tem sido uma característica de longa data na 'nova' África do Sul, de acordo com um relatório recente do Centro Africano de Migração e Sociedade, relata o New York Times .

De acordo com o Times , os municípios negros da África do Sul sofreram surtos anteriores de violência xenofóbica que assassinaram pessoas em 2008 e 2015.

Fonte: IQ Magazine

Compartilhe este post:

Reenvio de Senha

* Entre com seu email para que possamos enviar a senha recuperada!